Divulgação. © Toei Animation

Para quem ainda estava duvidando que uma nova temporada de Glitter Force seria lançada, a Netflix já lançou uma página oficial para a nova temporada da franquia no Ocidente, intitulada como Glitter Doki Doki, que como já era previsto, será uma adaptação de Doki Doki Precure, décima temporada do anime produzida em 2013 pela Toei Animation.

Na sinopse divulgada pela plataforma, um novo esquadrão de guerreiras defenderá o planeta Terra e o reino mágico das garras de um rei malvado e seus súditos.

Reprodução.

Ao contrário da primeira série, que recebeu milhares de críticas por conta da dublagem realizada em Miami, a versão brasileira de Doki Doki foi realizada no Rio de Janeiro e traz conhecidos dubladores no elenco.

Ainda não se sabe quais edições foram feitas nesta versão, que ao que tudo indica, possa ter sido adaptada pela Saban antes de passar os direitos da franquia no Ocidente para a Toei.

Glitter Doki Doki ainda não teve sua data de estreia revelada pela Netflix.

  • Vesh, pelo “título alternativo”, acho bem provável que seja outra “adaptação” da Saban também.
    Não sei se isso vai dar certo…

  • Samuel Felipe

    Ansiedade define para ver como vai ficar a dublagem. *—-*

  • Tyrion Lannister

    Tirando o nome Glitter Force Doki Doki, uma mistureba de nomes ocidental e oriental da franquia, é uma estreia esperada e esperamos muito da dublagem carioca!

  • Luana Lordelo

    Apesar de não gostar desse gênero (na verdade, não gosto dessa franquia), sempre fico curiosa para ver o resultado da dublagem de algum programa, e mesmo muitos sempre tendo certeza que a dublagem vai ser boa porque é do Rio, eu fico com minhas dúvidas, mas tenho que ver antes (que tenha a Flávia Saddy na dublagem).

  • Anarcopunk Heroi.

    Sem abertura original de novo!!

  • Yusuke Urameshi

    Todo anime hoje editado assim, desse modo é ridículo, não deveriam perder tempo e dinheiro fazendo isso, mas fácil dublar a versão original e pronto.

  • claudio

    Acho edita infelizmente pra tenta vender o anime as tvs abertas e pagas, ver por exemplo a saban tem atualmente na midia televisiva os power rangers sendo transmitidos na band e cartoon network e mais o digimon fusion comprado pelo sbt que tá na geladeira do SS que não exibiram até hoje, que seria bom se acontecer a transmissão no canal do SIlivio , já que não exibiu a terceira temporada de Digimon Xroz wars nas outras midias.

  • Bruno Geber

    Eu já sabia que a Saban tinha voltado os direitos pra Toei por conta das reclamações sobre os cortes que fizeram, mas agora a Saban teria feito edições e a Toei resolveu lançar mesmo assim sendo que teve reclamações antes, mesmo sendo a criadora do negocio e tendo a versão original? Isso faz algum sentido?

    • Chico Amaro

      Acho que já estava tudo fechado entre a Saban e a Netflix com essa segunda série antes dos direitos voltarem para a Toei

  • Geo Hikari

    Como sempre,é complicado um anime não-sanguinário ser exibido no Brasil em versão original,tendo que se contentar com as toscas versões dos EUA.

  • SaintARMOR

    Certo. Amigo, pare de repetir a mesmíssima coisa 10 vezes, por favor?
    Sabemos o que você quer, você já passou a sua mensagem. Não precisa repetir a mesma coisa num loop com diversos comentários iguais. Tudo bem? Muito bem então.

    • Kai Takeda

      Finalmente alguém respondeu,achei que era o unico aqui,mesmo assim é meio chato que animes que possuam todo esse potencial,jamais seram dublados,o Animax foi extinto e o Toku não vingou,ai fica difícil.

  • Tsuyoshi Sakumoto

    Da raiva dessa Saban burra acaba estragando animes alterando as trilhas sonoras.

  • Diogo Alves Pereira Almeida

    A julgar pelo título creio que a participação da Saban na adaptação será mínima dessa vez. Lembrando que a partir de Happiness Charge todas as séries Precure terão nova distribuidora no Ocidente…

  • Kevin de Paula

    Só que a Toei não trabalha com estúdios do Rio de Janeiro, e nada garante que a Saban está totalmente fora do negócio…