Divulgação. © Tsugumi Ohba / Takeshi Obata / Shueisha

A editora JBC anunciou o relançamento de Death Note – How To Read, que agora ganha a sua versão para a coleção Black Edition, e do clássico mangá Gunnm, que chegará com o título Battle Angel Alita – Gunnm Hyper Future Vision.

Death Note – How To Read é uma enciclopédia que traz um guia completo da história, repleto de curiosidades sobre a produção, os personagens, a trama e o mundo dos Shinigamis. Entre os segredos está um card exclusivo que revela o real nome de L. Death Note foi um dos primeiros mangás lançamento da editora a ganhar edição para colecionadores, e por possuir formato BIG (dois volumes japoneses reunidos numa só edição brasileira), páginas coloridas e papel lux cream, a coleção Black Edition se tornou um sucesso de vendas. Death Note Black Edition Volume VII – How To Read traz 282 páginas.

Mas o destaque vai pelo relançamento do cultuado mangá de ficção científica Gunnm, de Yukito Kishiro. O mangá conta as aventuras da ciborgue de combate Alita em busca da verdade sobre seu passado e sua identidade. Battle Angel Alita – Gunnm Hyper Future Vision tem fortes influências de clássicos da ficção científica e recentemente os direitos de uma adaptação para os cinemas foram adquiridos por James Cameron, diretor de uma das inspirações da obra, O Exterminador do Futuro e de outros grandes filmes como Avatar e Titanic. O longa-metragem será dirigido Robert Rodriguez (Sin City – A Cidade do Pecado, Um Drink no Inferno).

A JBC ainda não informou detalhes sobre o preço e a data de lançamento.

 

  • Thiago Lima

    Bom, quando o assunto é mangá eu sou leigo. Alguém pode me dizer quanto custa um volume como esse do Death Note no lançamento? Fiquei interessado pelo exemplar!

    • Gabriel Fernandes

      O preço dos seis volumes já lançados de Death Note – Black Edition é R$39,00.

  • toygame lan

    esse DN está tentando pergar a onda do live action

  • Noir Fleurir

    Ué, por que resolveram adotar o título norte-americano de Gunnm?

  • toygame lan

    a netflix vai destruir o cinema e TV,tem mais como voltar atras não