Divulgação. © Warner Bros.

Lançado em 2015, Mad Max: Estrada da Fúria (Fury Road), vencedor de 6 Oscar, e considerado por muitos como o melhor filme de ação de todos os tempos, corre o risco de ter suas sequências, atualmente em desenvolvimento, suspensas por um problema interno com os lucros da produção, via Stuff.

De acordo com Miller, a Warner se comprometeu em pagar um bônus de US$ 7 milhões caso o longa concluísse suas filmagens com o custo final estimado, de US$ 157 milhões, entretanto, este valor ainda não foi pago. A Warner se defende alegando que o custo total do longa ficou muito acima disso, enquanto que a produtora do cineasta, Kennedy-Miller Mitchell, argumenta que a elevação de custos se deu por exigências do estúdio, que encareceram e adiaram o lançamento do filme.

Por fim, a Warner também está sendo processada por conduta enganosa, uma vez que não teria avisado que estes valores que ocasionaram uma elevação nos custos seriam incluídos no orçamento final.

Mad Max: Estrada da Fúria arrecadou em todo o mundo pouco mais de US$ 378 milhões.

  • eduardo lima

    Triste isso, ainda mais que o George Miller não recebeu o reconhecimento merecido pelo filme (merecia mto mais o óscar de melhor diretor que O Regresso)

    merecia um reconhecimento maior da parte da Warner, já que ele os brindou com essa obra prima

  • susana m. c.

    Nossa q treta, sério q os estúdios são tão gananciosos assim, espero q isso não prejudique as sequências :(

  • toygame lan

    pow,despois de decadas para se fazer o filme,depois de feito ainda tem isso

  • Léwow

    vish…

  • Matheus

    Só sei que a corda sempre arrebenta pro lado mais fraco, então eu acho que Miller tem razão nessa ai