Divulgação. © Masashi Kishimoto / Bandai Namco Entertaiment

Na última semana, foi anunciada a data de lançamento para as Américas das coletâneas de jogos Naruto Shippuden: Ultimate Ninja Storm Legacy e Naruto Shippuden: Ultimate Ninja Storm Trilogy. A primeira terá apenas uma versão digital, enquanto a segunda será distribuída nos formatos físico e digital.

Em um recente anúncio realizado nesta última sexta, a Bandai Namco Entertainment America anunciou que a versão física será distribuída em todos os países das Américas, com exceção do Brasil. A Empresa não explicou os motivos que levaram a tal decisão.

Nos demais países da região, a versão física será comercializada por US$79,99, incluindo uma caixa especial Steelbook e um livro com a arte do jogo. Além de um anime bônus: Boruto, com os episódios que foram exibidos no Jump Special Anime Festa, realizado em novembro e dezembro em algumas cidades japonesas.

No Brasil, ainda será possível adquirir a coleção Naruto Shippuden: Ultimate Ninja Storm Trilogy em formato digital para PS4, Xbox One, e PC, a partir do dia 25 de agosto.

  • Ítalo Fernando Lopes

    PQP… “com exceção do Brasil.”
    Desisto da BN!

  • Com certeza são os impostos enormes que estão atrapalhando para chegar uma versão física por aqui.

  • Rafhael Victor

    “A Empresa não explicou os motivos que levaram a tal decisão.”
    Ué, e precisa explicar? As ridiculamente altas taxas cobradas por esse governo esquerdista limitam a comercialização de qualquer produto por um preço decente, por aqui. E ainda querem impedir que as lojas nos DEEM promoções, travando ainda mais o livre mercado: http://zh.clicrbs.com.br/rs/entretenimento/livros/noticia/2017/06/preco-fixo-para-livros-ganha-parecer-favoravel-no-senado-9826258.html.

    • Nathan P Kun

      Neoliberalismo e fascismo é classico da direita. Nenhuma ideologia de esquerda fala de impostos caros para enriquecer pequenos grupos de empresários e políticos, a sua raiva é com o capitalismo cara. Livre mercado é uma falácia sem pé e sem cabeça. Quem decide as regras é quem domina a economia, no caso os bancos e após os empresários que nada produzem. Se existisse mesmo esse papo de “auto-regulamentação”, então porque quando uma grande empresa vai a falência, ela pede socorro a mãe estado? Simples de responder, porque é constitucional e um dever do estado proteger os grandes sonegadores de impostos.

      • SaintARMOR

        No mínimo você está muito atrasado em estudos econômicos. E por mais que as ideologias de esquerda não falem em impostos para enriquecer pequenos grupos, na prática é exatamente isto que elas ocasionam. Uma pequena burguesia enriquecida em torno e às custas do cerne estatal.
        Mas definitivamente não é o caso da Bandai Namco no Brasil, e é até esquizofrênico pensar que pode ser.

        Mas vai lá o empresário tentar controlar sozinho as vias de demanda e oferta do mercado, tentar “dominar a economia”. As únicas coisas que ele conseguirá são levar torada na traseira, e prejuízo – a não ser que ele tenha conluio com o papai estado é claro, mas não é o caso de, pelo menos, uns 90% da classe empresarial no mundo – .
        São as únicas consequências lógicas de teorias econômicas “jeniais” como as que você segue e acredita.

        É de uma tristeza gigantesca ver pessoas presas à década de 50 como você, para falarem asneiras insanas como essa em pleno século XXI. E pior que você não é o único. Uma lástima.

        • Nathan P Kun

          Conluio com o estado? Como? Se ele for grande empresário a constituição já define que a mamata ta garantida. Até no japão coisas assim acontecem. Uma grande empresa se atola de dívidas exorbitantes e a mãe estado paga a conta. Por isso não existe livre mercado. O capitalismo é uma piada, jogo de milicia, estabelece uma crise e vende a “solução” para a crise que ela própria inventou. Conluio com o estado é maravilhoso, uma pena que o estado é só uma miragem projetada pelo capital. Sinto, mas acho que você esta redondamente equivocado e interpretou mal o meu último comentário. Paz e Luz.

      • Rafhael Victor

        1- Fascismo: “[…] é representado por um governo autocrático, centralizado na figura de um ditador” = Cuba, Venezuela, Coreia do Norte. Países comunistas. Esquerda.
        2- Neoliberalismo é clássico da direita, sim. ”
        […] defende a absoluta liberdade de mercado e uma restrição à intervenção estatal sobre a economia”. Ainda bem que sabe.
        3- Sobre livre mercado, recomendo ler isso aqui: http://www.mises.org.br/Article.aspx?id=52

  • Kaio Honorato Rodrigues

    Só podia ser a corrupção!

  • Gustavo

    Brasil sendo Brasil

  • Aleksandro

    Sei que não tem nada a ver com o assunto mas não sabia onde postar…. Pessoal do Anmtv, vocês sabem se a PlayTV vai realmente exibir a 4ºtemporada de Yu-Gi-Oh! (Waking the Dragons)? pois na programação da NET está a sinopse do episodio 145 na sexta-feira.

  • E ainda tem gente que acha que Naruto não é um produto de nicho.
    Esse compete com One Piece pra ver quem consegue ser mais nicho v:

    • SaintARMOR

      Isso infelizmente é verdade. Mas no geral mangá no Brasil é nicho, de todo jeito. Ainda que seja um nicho barulhento.

  • Felipe Estrela

    Como eu disse mas nao postaram, a noticia ta ao contrario. Trilogy será lancada unicamente em formato digital. É a Legacy a que vai sair com formato fisico e digital:
    https://www.amazon.com/gp/product/B06Y4TQZML/ref=oh_aui_detailpage_o04_s00?ie=UTF8&psc=1

  • SaintARMOR

    Não é só o imposto, mas a burocracia também. O Brasil é um país altamente burocrático e lerdo em termos de se fazer negócios.
    A Argentina passou por pequenas reformas liberais nos últimos tempos com o Macri.

    Eu só me pergunto como é que lançarão isso em mídia física na Venezuela, mas aí é outra história.

  • Rafhael Victor

    O público não dá retorno porque o preço não é proporcional ao salário.