Divulgação. © Disney / Lucasfilm

Fechando os principais destaques de novembro no Telecine Premium, que já incluem as estreias de Moana: Um Mar de Aventuras e Doutor Estranho, o canal reserva ainda para seus assinantes a chegada do spin-off Rogue One: Uma História Star Wars (A Star Wars Story), uma das mais gratas surpresas da franquia nos últimos anos.

Lançado em dezembro, a produção, que sofreu para os cinemas com inúmeros trabalhos de refilmagens, superou todas as expectativas de crítica e público, faturando US$ 1 bilhão nas bilheterias em todo o mundo.

Quando criança, Jyn Erso (Felicity Jones) foi afastada de seu pai, Galen (Mads Mikkelsen), a mando do diretor Krennic (Ben Mendelsohn), para que trabalhasse na construção da arma mais poderosa do Império. Criada por Saw Gerrera (Forest Whitaker), ela aprendeu a sobreviver por conta própria ao completar 16 anos. Adulta, Jyn é resgatada da prisão pela Aliança Rebelde, para terem acesso a uma mensagem enviada por seu pai a Gerrera. CNa promessa de liberdade ao término da missão, ela trabalhará ao lado do capitão Cassian Andor (Diego Luna) e do robô K-2SO.

Rogue One: Uma História Star Wars estreia em 25 de novembro, às 22h no Telecine Premium.

  • Seto Kaiba

    O filme é bom, mas todos os filmes de Star Wars deste século deixam uma sensação estranha de “Como? Foi isso? Acabou assim? Sério? Hã?”
    E deixam um sensação de incompletude, parecendo que faltaram partes ou partes foram rápidas demais ou mal explicadas…

    É uma coisa que nem eu entendo o que sinto! Alguém sente o mesmo? Com Rogue One foi assim!