Divulgação. © Makoto Shinkai / CoMix Wave Inc.

Divulgação. © Makoto Shinkai / CoMix Wave Inc.

Além da chegada de 5 Centimeters Per Second, outras duas produções dirigidas pelo aclamado Makoto Shinkai também estreiam no dia 1° de junho na Netflix, são elas: The Place Promised in Our Early Days (Kumo no Mukou Yakusoku no Basho) e o OVA Voices of a Distant Star (Hoshi no Koe). Confira os detalhes sobre cada um abaixo:

The Place Promised in Our Early Days

Lançado em 2004, a história se passa numa realidade alternativa onde o Japão se dividiu em dois após ter perdido a Segunda Guerra Mundial. Hokkaido faz parte da “União”, e Honshu e demais ilhas são controladas pelos Estados Unidos. Durante o verão de 96, três estudantes fazem uma promessa de construir um avião e voar até uma misteriosa torre para descobrir o que existe dentro dela. O objetivo do grupo acaba sendo adiado quando um deles, Sayuri Sawatari, acaba indo para Tóquio tratar de um problema de sono.

Após passar três anos, seus amigos Hiroki Fujisawa e Takuya Shirakawa descobrem que ela está em coma todo esse tempo e planejam revivê-la. O que eles não imaginam é que a mente de Sayuri está ligada ao segredo da Torre e do mundo.

Produção de 96 minutos do estúdio CoMix Wave Inc., The Place Promised in Our Early Days, poderá chegar a Netflix com opção de dublagem e legendas em português.

Voices of a Distant Star

Na trama, os estudantes Mikako e Noboru tinham planos de entrar na escola secundária, mas a dupla veem seu plano falhar quando Mikako é chamada para fazer teste como piloto de uma missão a Marte. Já no espaço, ela só pode se comunicar com Noboru por e-mail, algo demorado para enviar e receber. A guerra espacial e a distância pode atrapalhar o amor destes jovens?

Produzido em 2002 pelo estúdio CoMix Wave Inc., Voices of a Distant Star conta com 25 minutos de duração e poderá ser disponibilizado com dublagem e legendas em português.

  • Pelo que entendi essas duas produções podem vir com dublagem, mas 5 Centimeters Per Second deverá vir sem. Estranho, não?

    • Não é estranho. Inseri dublagem por que essa possiblidade está em aberto. Mas conhecendo a Sato é capaz de só estar legendado.

      • Agora sim entendi melhor. Obrigado por explicar!

      • É essa empresa aí que está envolvida na distribuição desses dois animes?

      • SaintARMOR

        Mas a Sato tenta dublar as suas produções. Só que algumas com menos apelo comercial acabam vindo apenas legendadas. E no caso, essas com menos apelo comercial geralmente são filmes live-action e coisas de fato mais underground que animes.

        • A Sato preza pela economia segundo falam. O que puder não gastar para dublar não vai. Mas eu não estou dizendo que esse aqui é o caso, mas fica em aberto.

          Não posso também afirmar que está dublado para agradar todo mundo não é?

          • SaintARMOR

            Bom, de fato qualquer empresa tem de prezar pela economia. Mas o próprio Nelson Sato já admitiu que sempre avalia a possibilidade de dublar suas séries antes de tomar qualquer decisão definitiva, afinal, tendo as duas opções você tende a angariar mais público.

          • Como nesse caso existe um impasse por causa de economia e bom senso relacionado se tal série merece gasto ou não com dublagem, prefiro deixar em aberto.

            Se além da estreia fosse possível saber se um anime tem dublagem ou não ficaria mais fácil, mas alguns casos só deixam de ser incógnitas no dia da estreia.

  • Vocês têm informação sobre qual estúdio dublará (ou dublou) os dois títulos?

  • Phillippi Roberto

    Estes animes podiam estar disponíveis com legendas apenas

    Muitos querem dublagem,mas fazer uma voz de um personagem não é facíl