Divulgação. © Sui Ishida / Shueisha

O Toonami, exibido pelo Adult Swim do Cartoon Network americano, costuma surpreender seus telespectadores com a estreia de novos animes a sua programação, e recentemente, o bloco surpreendeu ao anunciar a retirada de One Piece da sua seleção de animes para substituí-lo por Tokyo Ghoul. A mudança vai acontecer no dia 25 de março.

One Piece fazia parte do bloco desde 2013, quando foi ao ar o episódio de número 207, que foi assistido por 995 mil telespectadores. Para deixar os fãs avisados, o Toonami exibiu uma chamada sobre a troca:

Tokyo Ghoul conta com duas temporadas produzidas pelo estúdio Pierrot (Naruto, Bleach), a primeira possui 12 episódios, e a segunda, intitulada Tokyo Ghoul √A (Root A), o mesmo número. O mangá é publicado no Brasil pela Panini.

Além de Tokyo Ghoul, as duas últimas aquisições do bloco foram Dragon Ball Super e Mobile Suit Gundam Unicorn RE:0096, que estrearam em janeiro. Já no dia 18 de março é a vez da microssérie de 5 episódios, Sand Whale and Me, produzida em parceria com o diretor Mamoru Oshii.

Atualmente, o Toonami vai ar todos os sábados, a partir de 0h até às 3h30.

  • “Animes são difíceis de popularizar”, dizia Zuccarino.
    995 mil telespectadores é pouco pra esse cara? Ah, vá…

    • Erivelton Freitas

      1 – Zuccarino é responsável pelo CN Latino e não o Americano.

      2 – Regiões diferentes, público, cultura e visão diferente. ‘Animês são difíceis de popularizar (na América Latina).

      3 – 995 mil é pouco sim. A média do CN americano é de 3 Milhões no horário nobre. Mas o Índice é considerado bom por se tratar da Madrugada.

      • SaintARMOR

        1 – Infelizmente.

        2 – Se não estou errado o CN já bateu recorde de audiência da TV Paga brasileira com uma maratona de Dragon Ball Z em 2002. Além de Naruto ter ganhado de lavada de Ben10 em todos os países do continente no último Votatoon em que competiram.
        Tal argumento é o mais fajuto de todos.

        3 – Você mesmo disse, madrugada.

        • Erivelton Freitas

          Quer mesmo comparar a realidade de 2002 com a atual? Na época, não existia uma preocupação exagerada em cima da educação das crianças e do tipo de conteúdo ao qual elas estavam sendo expostas na TV. Lutas entre ‘personagens’ eram vistas de forma banal pelos pais. Que hoje, vêem como estímulo a violência. A Onda do politicamente correto destruiu essa realidade.

          Animês hoje não são nada comparado ao passado. PlayTV e Rede Brasil estão no pacote básico de todas as principais operadoras. Cadê o resultado dela? Produzir originalmente garante ao canal mais conteúdo, sai mais barato e poupa na questão da ‘compra de direitos’.

          Animês são caros, não dá pra licenciar de forma fácil, a distribuidora engole metade dos lucros e o canal sempre é criticado.

          O público de animê hoje em dia também é 10x mais chato e politizado que antes. Quando crianças, pouco importava a dublagem e os cortes, hoje em dia, é motivo para boicote e ir ver na ‘Internet’. Sério que você ainda insiste em ver as coisas assim?

          Para uma empresa, você, eu e todos esses produtos são números, e números tem que estar dentro do esperado, se não, já sabe!

          • SaintARMOR

            De fato, o politicamente correto destruiu isso. Por isso que exibir de madrugada, num horário teoricamente não-acessível à crianças, não seria uma má opção. O público que via em 2002 cresceu, e pode ser atraído com um bom marketing, o que nos leva ao seu segundo parágrafo. Rede Brasil e Play TV não possuem um marketing muito bom por trás e ainda que estejam no pacote básico são canais obscuros se comparados ao CN.
            Mas mesmo assim, os índices de ambos melhoraram consideravelmente com a chegada de animes lá.
            Para um canal que tinha média de traço no ibope, ter 0,5 é sim muita coisa, no caso da Rede Brasil.

            Animes são caros. Isto é verdade. E este foi o seu melhor argumento. De fato é mais barato exibir os originais do que comprar produtos mais caros. Agora, com uma boa divulgação e planejamento por trás, sempre pode sair coisa boa. Yokai Watch que o diga.

            E por mais que o público de anime seja muito chato de alguns anos pra cá ainda é possível agradá-lo. Animes originais da Netflix, filmes do Ghibli e outras marcas japonesas que ainda chegam ao país são a prova disso.

          • Erivelton Freitas

            O problema do Marketing (leia-se divulgação) é que ele pode ser um faca de dois gumes.

            Novelas e BBB teoricamente não são produtos para Crianças. São exibidas em horários em que Crianças não deveriam ver TV, mas, nós sabemos a realidade de hoje. Você tem criança pequena em casa? Ou na sua família? Imagino que diferente de você, que ia dormir as 20h quando pequeno, as crianças de hoje já nasceram praticamente com o ‘mal’ do mundo moderno no couro.

            Tenho uma prima de 4 anos que vai dormir de 3h da manhã vendo DK. Tenho um outro primo de 3 que vai dormir também na faixa das 0h/1h. Os pais são psicólogos e pedagogos, logo, não é por má criação. Criança dessa idade hoje em dia, pega um Smartphone e sabe desenrolar mais do que um Adulto. Criança evoluiu muito se comparado a nossa época, então exibir de madrugada não é uma desculpa. Se a Criança quiser ver, ela verá!

            Outra coisa, o horário não é propício a anunciantes e patrocinadores. A audiência é menor de qualquer jeito, o produto em exibição é caro, a dublagem não será de agrado do geral e ainda assim terá cortes. O público alvo (fãs de animês) irão reclamar do horário, irão reclamar da dublagem e dos cortes. Logo, a audiência não corresponderá. Os que assistirem, serão poucos. O Horário terá audiência reduzida para um produto considerado ‘caro’. Não haverá anunciante e patrocinador que pague pelo horário. E aí? Novamente como eu te falei… NÚMEROS!

            Rede Brasil cresceu 0.5 na TV Aberta. Uau, que belo crescimento. Até a RedeTV! tem média de crescimento maior exibindo algum besteirol de fofocas. Sério que à nível de TV Aberta, 0,5 é um número a ser considerado?

            Pega esse 0,5 e compara com Globo, SBT, Record, Band e demais… Esses sim são concorrentes da Rede Brasil. PlayTV idem… O Marketing da PlayTV só serviu para Otakus chatos bombardearem a página do canal de reclamações sobre as reprises. Cadê a história de ‘não importa quando e como passar, passando animê, eu verei’. No final, nem é bem assim, né?!

            Sony tentou com Animax. Não deu certo. Cartoon tentou manter mesmo sem Toonami, não deu certo. Boomerang, Nickelodeon e até Disney tentaram, e adivinha? Não deu certo!

            Canais com visibilidade e nome não conseguiram, e eles tem o Marketing. Agora me diz, falta de divulgação e visibilidade é a desculpa para os animês não darem certo? E quando eles tem isso e ainda assim não dão certo?

            Gente, já faz mais de 10 anos. Já deu! Você não acha não?!

            E usar Yokai Watch como exemplo chega a ser débil, desculpa dizer… Quais são os índices de audiência de Yokai Watch? Em que posição a Disney XD fica durante sua exibição? Quais são os números gerais? O Crescimento de audiência do canal (eu sei que teve) no horário foi realmente significativo? O quanto vemos Yokai Watch em cadernos, roupas, bonés e outros itens por aqui!?

            Até hoje eu não entendo essa ‘mentira’ que contam sobre o ‘sucesso’ de Yokai Watch. Porque com exceção do Japão e alguns poucos mercados fora dele, esse animê foi o quê mesmo? Sério, não convence!

            Quero dados, números, e as empresas também querem. Se não for capaz de dar esses números. Todo o falatório volta a ser somente choro.

          • SaintARMOR

            Bem, a responsabilidade continua sendo dos pais. Existe classificação indicativa não atoa.

            E deu certo sim, em todos esses canais que você citou. Errado não dava. Eles só quiseram mais fácil e com retorno ainda mais garantido, ou seja, no caso do CN se tornar o Ben10 Network entre 2009 e 2013, e no caso da Sony com o Animax exibir séries originais deles mesmos ao invés de comprar títulos caros.

            E sim, para um canal com média 0,1 que tem o orçamento que a Rede Brasil tem, coisa muito menor que mesmo uma Rede TV da vida quanto mais Globo ou SBT, ter 0,5 é um avanço. É a maior média do canal desde sempre.

            E como um todo, o Disney XD não é o maior canal da TV Paga brasileira e nem será, mas já há brinquedos de Yokai Watch no mercado brasileiro, e se os resultados do anime não fossem bons não teriam dublado mais episódios e nem o filme, que vão passar em breve.

          • Erivelton Freitas

            Classificação indicativa é outra mentira. Ela nunca é considerada ou mesmo levada a sério, então nem adianta usar isso como argumento.

            Deu certo?! Onde está a liderança do Animax na época? Ele figurava entre o Top 10? Top 20? Top 30? Quero saber aonde foi que deu certo?! Quero saber também se porque uma coisa que vem dando certo é descartada. Cadê Yu-Gi-Oh! na Nick? Animês além de Pokémon no CN? Boomerang? Disney Channel? Pois é… Adoraria ser explicado em NÚMEROS o porquê que algo que ‘dá certo’ não vingou.

            Detalhe, se a Sony mudou o foco do Animax, era porque o certo não estava tão certo assim, né?

            Avanço por avanço, é um argumento inválido. Avanço só pode ser positivo quando é significativo. De que adianta eu ter um canal, que cresce 5% em audiência ao ano, e dizer que isso é positivo enquanto meu concorrente cresce 30% em audiência no mesmo período. Sério, numa análise de Marketing chega a ser risível essa linha de pensamento.

            Ninguém entra nessa para ficar na lanterna, ninguém entra nessa para figurar no último lugar, o que toda empresa quer e almeja, é a liderança de mercado em seu segmento. Sem isso, ela não tem nada!

            Disney XD realmente não tem a mesma distribuição, audiência e visibilidade que o CN, a Nick ou mesmo o Boomerang, mas me diz, e os números?? Eu quero os NÚMEROS! Palavras mentem, números dizem a verdade. E novamente, sem eles, argumento de achismo é choro!

          • SaintARMOR

            Sendo seguida ou não, a classificação indicativa existe e deve sim ser utilizada como argumento. Se as pessoas seguem ou não, aí é problema delas.

            E o Animax nunca esteve nos pacotes básicos, ele não ficaria num Top 10 ou 20 por isso. Agora, todos esses outros que você citou vingaram sim, só que exibir animes não é um caminho fácil; e os canais optaram pela rota mais fácil e barata. Deu certo, mas perdeu qualidade. É inegável que o Cartoon Network de 2010-2012 com as reprises infinitas de Ben10 era um canal muito, mas MUITO pior, que o Cartoon Network entre 2001 e 2006 com Toonami e os toons antigos.

            E onde que os concorrentes da Rede Brasil cresceram 30%? Eu gostaria de saber.

            E eu não preciso de números. Faça uma procura rápida na internet e verá produtos à venda de Yokai Watch. E se não estivesse fazendo sucesso, a Disney não teria um horário de seu canal principal para a série, e a dublagem de novos episódios e do filme não estaria acontecendo. Não é achismo, é lógica.

      • rose

        sai dai seu fanboy do Cartoon Network.
        por causa desse cara que não temos nada mesmo
        é a real.

    • Bruno Luiz

      Pro CN 995 mil é pouco, vê os desenhos hj… 910,900 mil,isso é número pra cancelamento, a situação é boa apenas quando passa de 1 milhão e 100 mil

      • SaintARMOR

        Para a madrugada, tal número não é ruim.

      • Eduardo Jose de Andrade

        Cara de madrugada tá ótimo,lá nos EUA a meia noite deles é tipo as 2 ou 4 da manhã pra corujas,tipo eu,ou seja,está com bons índices sim o toonami lá.

  • Dark Leon

    Que inveja aqui no Brasil, ficamos na esperança que Tokyo Ghoul venha pela Netflix junto com Gundam Unicórn. Gostaria muito que fossem Dublado no Rio de janeiro estes dois.

    • João Carlos

      Gundam nao é uma das coisas que faz mais sucesso no Brasil

      • SaintARMOR

        Gundam Unicorn é uma sequência cronológica de várias outras séries, que em maioria foram exibidas nos EUA. É muito difícil trazerem isso pro Brasil algum dia que não seja em streaming como um Crunchyroll da vida.

        • Acho que de Gundam, só veio Wing dublado pra cá. Não entendo por que essa franquia não teve mais força por aqui.

          • SaintARMOR

            Gundam Seed e Gundam SD foram licenciados juntos com Gundam Wing. O plano era que eles fossem exibidos depois de Wing. Mas a série não foi o maior sucesso do Cartoon Network no Brasil, digo, não que tenha sido um fracasso, mas passou longe de bater os mesmos números de Dragon Ball e Pokemon. Foi só “mais um” anime por lá, tal como Histórias de Fantasmas, Cyborg 009 e outros.
            Se G Gundam, que era muito mais apelativo para um público como o do Cartoon Network, tivesse sido exibido por aqui ao invés de Wing, talvez as coisas tivessem sido diferentes.

          • Dark Leon

            Verdade cara , pena que hoje em dia só o Netflix poderia fazer com que a série seja exibida no Brasil,eu gostaria muito que G Gundam ou Gundam Seed venham aqui algum dia e com Dublagem do Rio de janeiro iria ser maravilhoso.

  • Zarchary Hale

    Melhor mesmo que se manter em algo que ñ acaba nunca… que inveja do CN americano

    • João Carlos

      diz isso pra italia com detetive conan, a versao italiana ainda tem mais episodios que a japonesa

      • Dark Leon

        Whaaat como assim? Como eu queria que Detetive Conan fosse exibido a noite Dublado junto com séries tipo CSi, elementar etc acho que daria sucesso aqui se não tivesse censura mas hoje em dia só se a Netflix adquirir. Pelo que sei na Itália Conan tá junto com Japão né os episódios..

        • João Carlos

          sim, e eles ainda tem mais episodios pois dublam os OVAs fazem o mesmo com Lupin III que os animes as vezes estreiam primeiro na italia do que no japao

          • Dark Leon

            Trazendo os 12 ovas do Magic Kaito seria legal.

          • SaintARMOR

            Magic Kaito 1412 na América Latina é da Japan Foundation. No México já estão dublando.

          • Dark Leon

            Mas eu me referia aqueles Ovas que vieram antes dá série nova do Kaito que era apenas Magic Kaito o nome acho que foram lançados em 2008.

  • Gabriel Cabral

    E o respeito com quem assistia OP passa bem longe nessas horas,

    • Convenhamos que lá eles ainda tem a oportunidade de ver a série em DVD e por streaming. Respeito? Continuam sendo sortudos do mesmo jeito.

      • Dark Leon

        Aqui só tenho esperança que o Netflix ou Playtv adquirida a versão dá Funimation e redublem na Unidub ou no Rio de janeiro na Alcateia seria show.

        • Rick Marques

          Isso nunca vai acontecer, encara a realidade.

          • Tem mais chances de acontecer do que Tokyo Ghoul vir pro Brasil.

    • Eduardo Jose de Andrade

      Nielsen falou tudo,o toonami exibir one piece lá é tipo Naruto shippuden e bleach na play tv (quando passava,recentemente saíram do ar) pra mim,já li os mangás e assisti os animes ambos até o fim,tá mais pra exibição de coração que o CN faz,tipo o SBT com o Chavez.

  • Dawg

    esperando os comentarios com “inveja”

    • Zarchary Hale

      You’re too slow

    • Só não teve por que tiraram One Piece kkkkkk

  • Luiz Carlos

    O que dizer de Bleach que alcançava a marca de 1,6 milhões de telespectadores. Bons tempos.

    • Me pergunto por que o CN daqui recusou essa série na época. Foi pro Animax e jamais passaram da segunda temporada…

      • SaintARMOR

        O que é bem curioso mesmo, já que Bleach não é uma série mais pesada que um Samurai Champloo da vida, que foi exibido por aqui no Cartoon Network de madrugada tendo direito à PALAVRÕES na dublagem. Me recordo de um dia em 2007, às 3h da manhã, quando o Mugen soltou um “filho da p*ta” em pleno Cartoon Network.

        É quase impossível imaginar algo assim nesse canal hoje.

        • Eduardo Oliveira

          E hoje em dia censurariam até um soco se é que já não o fazem pois já não acompanho o CN da forma que acompanhava a alguns anos atrás na vdd eu já praticamente abandonei o canal, só acompanho o canal por meio de notícias mesmo.

    • Arrancar

      bota tempo nisso!

  • Thiago Gabriel de Melo

    Nossa one piece chegou até thriller bark nesse adult swim,nem imaginava q tinham chegado tão longe, muito bom. Quanto a saída, bom provavelmente é temporário já q Tokyo ghoul não é um anime longo, e tbm pelo q está escrito na notícia estava se popularizando bastante, afinal chegaram bem longe na história, então um dia deve voltar.

    • SaintARMOR

      Chegou em Thriller Bark na exibição do Adult Swim, porque em DVD e streaming, a dublagem americana sem censura já passou de Marineford.

      https://www.youtube.com/watch?v=-FELZWUMj8g

      • Dark Leon

        Queria que o Netflix traga REDUBLADo ao catálogo algum dia na Unidub.

      • Thiago Gabriel

        NOSSA, não esperava que ja tinha chegado tão longe, to bem surpreso.

  • Aleksandro

    Para quem esta sem entender, One Piece não estava dando uma boa audiência faz alguns meses assim como Naruto Shippuden, espero que pelo menos Tokyo Ghoul traga uma maior audiencia.

    • Muito difícil. Ainda mais por ter menos episódios e pelo fato de que “animes shonen cheio de lutinha e protagonismo” dão mais audiência.
      Se não fosse por isso a PlayTV não arriscaria em Bleach e Naruto.

  • Leodn

    Ah cara eu fico tão triste quando acontece esse tipo de coisa, não por ser OP mas com qualquer série eu fico chateado com as pessoas que toda semana estavam lá tipo por mais que eles tenham como ver em stream e em dvd… Eu tava achando esquisito os eps depois do 516 pararem de dublar acho que eles não vao prosseguir com a dublagem após o 516

  • Leodn

    Outra coisa ANMTV poderiam responder se a audiência estava baixa????
    ou eles vão tirar por outro motivo respondam por favor

    • Matheus Sousa

      Não deram maiores detalhes.

  • Eduardo Jose de Andrade

    Nossa com o final de tokyo ghoul root A os telespectadores vão ficar putos hahahahaha.

  • Lucas De Sousa Moura

    achei q o toonami exibia one piece na versão 4kids